«E vós, quem dizeis que Eu sou?»

«E vós, quem dizeis que Eu sou?»

A proposta de oração do Post-it para o dia de hoje centra-se numa passagem do Evangelho de São Marcos que tem por base a pergunta «E vós, quem dizeis que Eu sou?», e está dividida em 4 partes: acalmar, escutar, refletir e agir.

ACALMAR

Deus tem uma mensagem para ti, à espera de ser escutada – mas para a perceberes tens de escutá-la com o coração, só tu a podes decifrar. Deus tem uma mensagem para ti, para ti e só para ti. Aqui. Agora. Onde quer que estejas, no ruído ou no silêncio, na luz ou na escuridão, parado ou a caminho. Deixa-te ficar, por momentos, em atitude de quem ouve, desejando escutar – e nesta atitude, começa a tua oração.

(adaptado de Começa assim a tua oração)

Música: Tu Meu Deus, EJNS

Apresenta agora a Deus os teus anseios, preocupações e arrependimentos. Entrega-lhe tudo isso, entrega-lhe o teu desejo de O seguires como um verdadeiro discípulo, a tua sede de O encontrar e de O saber sempre contigo, segurado pela Sua mão. Apresenta-Lhe todos os teus desejos e sonhos, mostra-Lhe quem verdadeiramente és e o que ambicionas. Entrega-Lhe as tuas incapacidades e limitações e deixa-te pacificar pela Sua presença.

 

ESCUTAR

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos (Mc 8, 27-35)

Naquele tempo, Jesus partiu com os seus discípulos para as povoações de Cesareia de Filipe. No caminho, fez-lhes esta pergunta: «Quem dizem os homens que Eu sou?». Eles responderam: «Uns dizem João Baptista; outros, Elias; e outros, um dos profetas». Jesus então perguntou-lhes: «E vós, quem dizeis que Eu sou?». Pedro tomou a palavra e respondeu: «Tu és o Messias». Ordenou-lhes então severamente que não falassem d’Ele a ninguém. Depois, começou a ensinar-lhes que o Filho do homem tinha de sofrer muito, de ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e pelos escribas; de ser morto e ressuscitar três dias depois. E Jesus dizia-lhes claramente estas coisas. Então, Pedro tomou-O à parte e começou a contestá-l’O. Mas Jesus, voltando-Se e olhando para os discípulos, repreendeu Pedro, dizendo: «Vai-te, Satanás, porque não compreendes as coisas de Deus, mas só as dos homens». E, chamando a multidão com os seus discípulos, disse-lhes: «Se alguém quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me. Na verdade, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a vida, por causa de Mim e do Evangelho, salvá-la-á».

Palavra da salvação.

 

REFLETIR

‘Quem dizem que sou’; Prenúncios do que haveria de acontecer a Jesus; Compreensão divina vs Compreensão terrena; Tomar a cruz de cada um e seguir Jesus. Destes temas fala-nos a passagem acima do Evangelho de S. Marcos. Sobre isto, eu e Deus, desafiamos-te a perguntares-te:

  • Quem dizes tu que é Jesus?
  • Quem é Jesus para ti?
  • Estás disposto a segui-Lo?
  • O que é a tua cruz?
  • Quão pesada é a tua cruz? Impede-te ela de caminhares para Cristo?

PARA AGORA. Dá a ti próprio a oportunidade de parares e te auscultares. RELÊ as perguntas acima. Para a cada uma delas. RESPONDE-LHES. Ousa responder-lhes com sinceridade. Agora és só tu e Deus. 

pausa

Não, não te vou dar uma resposta a estas questões. Só tu podes dizer quem é Jesus para ti e se O queres, de facto, seguir!

Mas há uma coisa que precisas de saber: nenhuma cruz é pesada demais para te impedir de caminhar para Ele, para te impedir, aliás, de caminhar de todo; NENHUMA cruz é tão grande ou tão pesada que te obrigue a ficar na inércia – e porquê? Porque nunca mas NUNCA a carregas sozinho!

É esse o segredo (psssshiu, não contes a ninguém :p), Jesus ajuda-te a carregares e transportares a tua cruz, todos os teus problemas e alegrias, tudo o que te faz tu próprio, tudo o que és e tens, de bom, de mau ou de ‘mais ou menos’. Queres segui-Lo? Boa! Basta seres quem és, na humildade, na verdade, na transparência de coração; e levares tudo o que és, contigo, na procura do caminho melhor que é o que Jesus te propõe, que é o caminho do Amor. Segue-o! O destino podes até nem saber qual é, mas o caminho promete ser de amor e felicidade.

 

AGIR

O desafio que te lanço no fim desta oração é: aprende a ser mais Tu em todos os momentos, a analisares-te, a conheceres-te; a seres fiel ao que és e acreditas, para poderes ser fiel e verdadeiro perante os outros e perante Jesus; atreve-te a partilhares-te com alguém, a partilhares com alguém muito concreto a resposta à pergunta ‘Quem sou eu?’ e deixa-te surpreender. Um truque para este Caminho com Jesus é dares-te aos outros, este é só um pequeno passo. Vais ver que vais receber muito mais do que julgarias. E lembra-te, só existem amor e felicidade se partilhados! 😉