Até ao cimo - Primícias de eternidade

Até ao cimo – Primícias de eternidade

Resultado de imagem para até ao cimo, pablo domínguez prietoInformações

Título: Até ao cimo – Primícias de eternidade

Autor: Pablo Donínguez Prieto
Editora: Paulinas
Número de Páginas: 159
ISBN:   978-989-673-2905
Ano de Publicação: 2009

Sinopse

«Todos temos um “dia e hora” que o Pai – na sua eternidade – conhece. Interrogo-me: não deveríamos esperar por esse dia com o mesmo entusiasmo, ardor, desejo e admiração diante do Dom que está à nossa espera, como também esperamos os acontecimentos de Consagração desta vida?»

Comentário

Poucos dias antes da sua morte, o padre Pablo Domínguez, prega algumas conferências dos exercícios espirituais às monjas cisterciences de Tuleras. É a partir dessa série de conferências que este livro é publicado. Até ao Cimo leva-nos ao confronto do encontro com o momento da nossa morte e com Aquele que nos criou. A fim de chegar a esta questão, o padre Pablo ajuda-nos a repensar, entre outras coisas, a descoberta que fazemos de Deus; passando pela morte como porta “para o gozo da comunhão”; e o êxtase de anunciar o Evangelho.

Nesta nossa procura incessante por Deus, somos convidados a pensar que “é Deus quem nos encontra; é Deus quem anda continuamente à nossa procura; e Deus surpreende sempre, isto é o mais importante.” A nossa vida e a nossa realidade é constantemente posta à prova, contudo, na presença de Deus e com Deus, não podemos esquecer que “há ocasiões em que vamos ao Tabor e estamos felizes; mas também existem outras vezes que temos de ir ao Calvário, e outras em que nos afastamos com Ele para rezar durante algum tempo.” Ao longo da sua reflexão, o padre Pablo relembra constantemente a importância da Eucaristia nas nossas vidas, é nela que recebemos gratuitamente o alimento para a nossa vida “Jesus não pede nada. Dá-nos. A Eucaristia é pura gratuidade.”

Mesmo refletindo sobre um assunto que nos pode ser tão difícil de discutir, como é a morte, o padre Pablo relembra-nos “A morte é a porta e o importante é o que está depois dela: a vida eterna.”