Testemunhos Jornadas Mundiais da Juventude

Testemunhos Jornadas Mundiais da Juventude

Participar numa jornada mundial da juventude é perceber de facto a dimensão do que é a Igreja de Jesus Cristo que ouvimos falar, que um dia aprendemos na catequese, mas que nunca saboreamos verdadeiramente, porque vivemos isolados na nossa concha, nos nossos medos, nas nossas dúvidas, nos nossos “grupinhos”…

Ali encontra-se o mundo!

Relembrar o que se passou no ano 2000 traz-me à memória as dúvidas que enquanto jovem eu tinha na altura, e que ali se dissiparam, e me fizeram escolher o verdadeiro caminho que Jesus me convidou a fazer.

Foram dias desafiantes em que me encontrei em primeiro lugar com Jesus Cristo e depois com tantos outros irmãos que eu não conhecia, mas que falavam a mesma língua que eu, a língua do amor, da partilha, da amizade da verdadeira caridade.

Lembro-me das palavras do Papa João Paulo II naquela noite em Tor Vergata, onde se dirigia a cada um de nós, tal como Cristo tinha feito aos apóstolos e nos convidava a lançar as redes e a sermos com ele pescadores de homens. A igreja tinha que se renovar. A igreja contava connosco. Jesus Cristo precisava de cada um de nós e isso só dependia da resposta que cada um de nós quisesse dar.

Foi desafiante…Trouxe comigo, para além de boas amizades que ainda hoje conservo, muitas certezas e valores, que hoje enquanto pai, tento passar para os meus filhos.

Agradeço a Deus a alegria que me proporcionou ao longo daqueles dias de festa. Uma alegria que só comparo com a alegria do pai que perdoa o filho e lhe faz a maior festa do mundo.

Um abraço a todos em especial aos amigos do Águia 3, companheiros de Jornada.

João Videira

Tremez