JMJ 2013 - "Ide e fazei discípulos de todas as nações"

JMJ 2013 – “Ide e fazei discípulos de todas as nações”

Quandunnamedo partimos para um evento tão grandioso como a Jornada Mundial da Juventude, muitas são as perguntas e expetativas que levamos no coração. Como jovens, levamos a alegria e a vontade de conhecer pessoas de todo o mundo, de criar laços. Entusiasma-nos poder conhecer uma cidade nova e uma cultura diferente. Mas, cá dentro, palpita em nós algo muito maior que tudo isso: a vontade de nos encontrarmos com Jesus, Aquele que sacia a nossa sede.

Sob o tema “Ide e fazei discípulos de todas as nações”, a XXVIII Jornada Mundial da Juventude decorreu no Rio de Janeiro, de 23 a 28 de julho de 2013. Integrada num grupo de 12 jovens da Diocese de Leiria-Fátima, parti como quem “vai à fonte”, disposta a acolher de bom grado tudo o que Deus tivesse reservado para mim e desejosa de reavivar a chama e a força que o Espírito de Deus nos dá, para depois O levar a toda a gente.

Nessas semanas de pré-jornada e jornada, procurámos seguir o caminho que Bento XVI nos indicara na sua mensagem: enraizámo-nos na oração e nos Sacramentos, com a participação nas catequeses (lotadas!) da parte da manhã, na Eucaristia e nas confissões. Procurámos viver o sentido comunitário da Igreja e a alegria que sempre caracterizam um cristão, convivendo e celebrando com todos, olhando para aquilo que nos une, mais do que aquilo que nos separa. Para Cristo!

Ao longo dos dias, procurámos também conhecer um pouco da cultura carioca e visitámos locais como a Praia de Ipanema, Petrópolis, o Santuário de Nossa Senhora Aparecida e de Nossa Senhora da Penha, o Pão-de-Açúcar e o Santuário do Cristo Redentor.

600250_10151497600791370_730435168_n

Como em qualquer peregrinação, tivemos algumas dificuldades e imprevistos, como a chuva e o frio. Mas Jesus pede-nos que em tudo demos graças a Deus e, como o Senhor foi o nosso Pastor, nada nos faltou, nem mesmo o entusiasmo! Um ano depois (e com muitas saudades!) posso garantir: a nossa alegria foi muito maior que o cansaço!

A nossa caminhada espiritual culminou no fim de semana, com a Vigília de Oração (no sábado) e a Missa de Envio (no domingo), com o Papa Francisco. Em nome da sua fé, 3 milhões de jovens do mundo inteiro acamparam na Praia de Copacabana, onde se cantou, dançou e brincou, mas onde também se viveram momentos intensos de oração, recolhimento e contemplação.

DSC00401

No final destas semanas, regressámos com a vontade de sermos nós mesmos o coração e os braços de Jesus. Como nos desafiou o nosso querido Papa Francisco: “Se queremos que a vida tenha realmente sentido e plenitude, como vocês mesmos desejam e merecem, digo a cada um e a cada uma de vocês: «bote fé́» e a vida terá́ um sabor novo, terá́ uma bússola que indica a direção; «bote esperança» e todos os seus dias serão iluminados e o seu horizonte já́ não será́ escuro, mas luminoso; «bote amor» e a sua existência será́ como uma casa construída sobre a rocha, o seu caminho será́ alegre, porque encontrará muitos amigos que caminham com você. «Bote fé́», «bote esperança», «bote amor»!”.

Maria Felício