Com Maria e José a caminho de Belém - Caminhada de Advento Semana 4

Com Maria e José a caminho de Belém – Caminhada de Advento Semana 4

Sais de Jerusalém, cada vez mais perto de Belém, cada vez mais perto do Presépio. A caminho de Belém, a Igreja convida-te esta semana a relembrar um passo importante na história deste casal com quem tens vindo a caminhar…

Evangelho: Lc 1, 18-24

O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo. Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa. 

 

José tinha tudo para duvidar. Mais uma vez, o humano não consegue perceber esta lógica. Maria está grávida e José confia num sonho: o sonho de Deus para a Humanidade. O sonho que lhe permite acolher aquele que Deus escolheu para ser pai na terra do Seu Filho, guarda do Redentor do Homem.

Na escuridão da noite, Deus faz-se Luz na mente de José e mostra-lhe como é possível desafiar a lógica humana em prol do amor divino. E José confia. Confia como se calhar nem tu nem eu alguma vez confiamos em Deus. Essa confiança permite-lhe desafiar a lógica humana para aceitar os planos divinos. Porque o “Deus Connosco”, o Emanuel, terá de vir ao mundo e de ser acolhido para poder realizar o sonho de Deus para o mundo.

José é o guarda do Redentor. Desde a primeira hora, São José afigura-se como aquele que vai procurar abrigo para que Maria, parturiente, possa ter o seu Filho nas melhores condições possíveis.

Esta semana, o Post-It apela à tua generosidade. Como José, desafia a lógica humana e procura fazer um acto de amor, dando esmola. Pode ser algum dinheiro a uma família com dificuldades financeiras, pode ser bens alimentares a uma instituição à tua escolha. Mas dá de coração, com verdadeira generosidade. E se achas que não podes dar porque não tens, dá tempo. A algo ou a alguém. Porque José era pobre mas deu muito do que tinha de mais precioso: amor…

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=uqr8VxNvHYQ

No teu presépio, coloca esta semana a figura de José: ele que, preocupado com o frio da noite, procurou onde dormir com a esposa, ainda longe de saber que naquela noite nasceria o Redentor, vai à procura e lá encontra, junto dos animais, um local onde descansar…