SENTINELAS DA MANHÃ - EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS PARA JOVENS

SENTINELAS DA MANHÃ – EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS PARA JOVENS

Sentinelas da manhã

Informações

Título: Sentinelas da manhã – Exercícios Espirituais para os jovens
Autor: João Paulo II – Reunido por António Izquierdo
Editora: Paulus
Número de Páginas: 262
ISBN: 9789723013337
Ano de Publicação: 2006
Título Original: Sentinelle del Mattino – Esercizi spirituali per i giovani

 

 

Sinopse

“Hoje, mais do que nunca, é urgente que vós sejais as “sentinelas da manhã”, os vigilantes que anunciam a luz do alvorecer e a primeira nova do Evangelho, de que já se vislumbram os sinais. A humanidade tem uma urgente necessidade do testemunho de jovens livres e corajosos, que ousem caminhar contra a corrente e proclamar com vigor e entusiasmo a sua própria fé em Deus, Senhor e Salvador.”

Entre João Paulo II e os jovens estabeleceu-se uma relação especial de amizade e de afecto na verdade e no amor. Os jovens puseram questões de fundo ao Santo Padre. E ele deu respostas corajosas. Este livro reúne páginas extraordinárias de João Paulo II aos jovens: páginas para meditar, contemplar, rezar, viver.

É um livro com textos de um jovem idoso para jovens audazes! Uma obra que mantém e propõe o diálogo nunca interrompido do Papa ao longo de todo o seu pontificado! Um livro para construir a civilização da verdade, da justiça e do amor!

Comentário

Na segunda metade do século XX, uma nova faixa etária surgiu e, com ela, preocupações e problemas que tanto as grandes organizações mundiais como a Igreja depressa perceberam e quiseram pensar, refletir e, quando possível solucionar.

João Paulo II foi o grande Papa da juventude. No início do seu pontificado, um sem-número de acontecimentos foram acontecendo mundo fora, culminando com um Ano Internacional da Juventude, proclamado pela UNESCO e durante o qual o Papa escreveu uma carta aos jovens, a “Queridos Amigos” (reeditada há poucos anos pela Paulinas Editora). A este acontecimento segue-se a criação das Jornadas Mundiais da Juventude e, consequentemente, uma relação de amizade muito especial entre o Papa e os Jovens. Dessa amizade, nasceram muitos discursos e encontros, que aconteceram até à morte do Papa, em 2005.

O padre António Izquierdo reúne alguns desses textos sobre e aos jovens, agrupando-os em cinco grandes temas: “No Princípio”, “Pequei”, “O Verbo fez-se carne”, “Por nós Homens” e “Cristo ressuscitou”.

Em cada um dos temas, o sacerdote faz uma introdução e enquadra as reflexões e discursos do Papa polaco sobre as grandes questões que abordou com os jovens ao longo de um longo pontificado em que o fenómeno da juventude foi crescendo e ganhando espaço na sociedade.

Um livro que vale a pena, como diz a sinopse, “meditar, contemplar, rezar, viver”, num momento em que a juventude vive os mesmos e outros desafios que os jovens a quem o Papa falou.

Luís Caetano