Bíblia

Bíblia

00000126442

Informações

Título: Bíblia de Jerusalém
Autor: Vários, inspirados pelo Espírito Santo
Editora: Paulus
Número de Páginas: 2208
ISBN:   9788534919777
Ano de Publicação: 2015

Sinopse

Bíblia de Jerusalém apresenta um TEXTO com muitas revisões e novas opções textuais. Certos livros (Miquéias, Eclesiástico, p. ex.) foram substancialmente remodelados. No Antigo Testamento há considerável volta ao texto hebraico, deixando de lado versões preferidas anteriormente. Certos textos do Novo Testamento também trazem uma tradução inteiramente nova (cf. p. ex. Filipenses 2,6-11). Como consequência das novas opções de tradução do texto, as NOTAS também foram modificadas, ampliadas ou substituídas. O volume de notas aumentou consideravelmente. É visível a incorporação das novas pesquisas e estudos posteriores à edição do texto francês em 1973. As INTRODUÇÕES apresentam novas opções que também estão refletidas nas notas. Isso se verifica principalmente na visão da formação do Pentateuco. O evangelho de João, p. ex., mostra uma virada hermenêutica total, que se pode constatar tanto na introdução como nas notas. Vários livros e conjuntos literários receberam novas introduções, completamente diferentes das anteriores (p. ex.: Cântico, Sinóticos, João, Hebreus etc.).

Comentário

Com a entrada em férias vamos ter muito mais tempo para muita coisa que pusemos em stand by no resto do ano. Este tempo é um tempo favorável para retomarmos uma relação mais íntima com a Palavra de Deus. A Palavra de Deus tem tudo para nos dizer e renova, continuamente o convite que Jesus nos faz a todos, de sermos homens e mulheres à Sua maneira, ao Seu jeito… Na Palavra de Deus vamos buscar as nossas raízes, a história dos homens em relação com Deus que os Ama. A história do seu crescimento, das suas alegrias e das suas quedas. Aí vemos também a certeza do caminho que Deus, na Sua misericórdia, faz sempre ao encontro dos seus filhos para que se sintam amados e regressem a Si. A Palavra de Deus fala-nos, por fim, da consumação, da concretização de todo este caminho em Jesus. O Filho de Deus que encarnou para nos mostrar o Pai.

A Palavra de Deus mostra-nos o Pai.

Comecei este comentário por dizer que este é um tempo favorável para  retomarmos uma relação mais íntima com a Palavra de Deus. Retomar ou iniciar esta relação mais íntima com a Palavra de Deus é abrir espaço a que Jesus se encontre connosco e nos salve, é permitir que se realize em nós a vontade do Pai (como rezamos no Pai-Nosso) e que o Espírito Santo realize milagres na nossa vida.

A Palavra de Deus é presença de Deus nas nossas vidas se nós o desejarmos e é a forma de O conhecermos cada vez mais e melhor para que Ele brilhe no mundo através das nossas vidas e da nossa história pessoal.

Se calhar está mesmo na hora de irmos abrir a Bíblia que temos lá em casa a ganhar pó para fazermos dela uma das “companhias” deste verão…

Boas Férias

António do Canto