Terra e Céu: peregrinos e santos de Fátima

Terra e Céu: peregrinos e santos de Fátima

“Terra e Céu: peregrinos e santos de Fátima” é uma exposição temporária evocativa da aparição de setembro de 1917. Aí estará presente uma das obras mais emblemáticas da diocese de Santarém, o Cristo de Mont’Irás. Poderás encontrar mais informações abaixo:

“O Museu do Santuário de Fátima apresenta um conjunto de visitas temáticas à exposição “Terra e Céu: peregrinos e santos de Fátima”, de maio a outubro de 2016, às primeiras quartas-feiras de cada mês.

Esta exposição, patente ao público no Convivium de Santo Agostinho, localizado no piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade, inicia-se com uma peça pertencente à Paróquia de Santa Iria da Ribeira de Santarém, atualmente à guarda do Museu Diocesano: o Cristo de Mont’Irás.

No próximo dia 1 de junho, pelas 21h15, será realizada a segunda visita deste ciclo temático, precisamente em torno desta intrigante imagem de Cristo crucificado.

Devido à forma pouco comum, a religiosidade popular atribuiu a esta peça uma explicação milagrosa, conhecida como o milagre da pastorinha de Santarém. Apesar de apresentar policromia não original, formal e esteticamente respeita a anatomia pouco natural do gótico, num tratamento peninsular, com destaque para o alongamento exagerado do tronco, das mãos e do saio, o traçado ritmado das costelas, o ventre saliente, e as pernas unidas, sem separação escultórica.

A cruz, por sua vez, é tardia, apenas orlada a ouro e com um resplendor e remates em volutas entalhadas, ambos dourados. Segundo Zepherino Brandão (1883), de acordo com a memória popular, a primitiva terá desaparecido devido à corrente de devoção dos fiéis que procuravam levar como relíquia, um pedaço da cruz contemporânea do milagre.

Esta disposição, que chegou aos nossos dias, não deixa, contudo, de transmitir a serenidade de Cristo que, vitorioso, do alto da Sua cruz, estende a mão em sinal de remissão dos pecados da Humanidade.

A visita será orientada por

P. Joaquim Ganhão, Diretor do Museu Diocesano de Santarém e Presidente da Comissão Diocesana para os Bens Culturais da Igreja

Eva Raquel Neves, Conservadora do Museu Diocesano de Santarém e Membro da Comissão Diocesana para os Bens Culturais da Igreja


Próximas Visitas

6 de julho – “A Última Ceia”, de Joaquim Correia: o cartão, a prova e a tapeçaria

3 de agosto – Fama de Santidade: registos biográficos inscritos nos caminhos de Fátima

7 de setembro – Os pés dos peregrinos e as mãos que deles cuidam

5 de outubro – Na primeira pessoa: as obras explicadas pelos seus autores”

 

AF_Cartaz_Cristo