JMJ: Receção dos símbolos

JMJ: Receção dos símbolos

No domingo 22 de novembro, solenidade de Cristo Rei, os jovens de Portugal receberam dos jovens do Panamá a Cruz e o ícone de Maria Salus Populi Romani. A cerimónia foi presidida pelo Santo Papa.

Na homília, o Papa Francisco lembrou os jovens da necessidade de estar disponível para o serviço: “Jesus sabe que, se vivermos fechados e na indiferença, ficamos paralisados; mas, se nos gastarmos pelos outros, tornamo-nos livres. O Senhor da vida quer-nos cheios de vida e dá-nos o segredo da vida: só a possuímos, se a dermos. Esta é uma regra de vida: a vida só a possuímos – agora e eternamente –, se a dermos.”

No sábado, os jovens portugueses encontraram-se com o cardeal D. José Tolentino Mendonça, para uma catequese. O cardeal lembrou os jovens de que o sim de Maria significa “que a História da Salvação interpela de forma concreta a vida de cada membro do Povo de Deus e que a nossa adesão a essa História é dada no real da vida, implicando-nos aí, e não numa ontologia abstrata e impessoal”.

Podes ver aqui a catequese do cardeal Tolentino Mendonça:

O cardeal D. Américo, que preside à JMJ2023, também falou à Agência Ecclesia sobre o caminho que os jovens vão fazer a partir de agora, a caminho da jornada.